Terça, 20 08, 2019

Sanda

O termo Sanda além de ser o mais conhecido, é o mais apropriado para descrever  a modalidade (Boxe Chinês) e também conhecido como “Sanshou”.  É uma modalidade de combate corpo-a-corpo, um sistema de autodefesa, e um esporte de combate que vem ganhando projeção nos últimos anos.
Não é considerada uma arte marcial independente nem unificado, pois tem suas origens fundamentadas em cima do Shuai Jiao, mas é um dos componentes dos diversos estilos de Kung Fu, normalmente ensinado integrado às diversas formas de wushu. O termo sanda é mais um dos antigos e de uso mais comum, designado do kung,  quando o governo chinês formalizou e padronizou as artes marciais usou oficialmente o termo sanshou para designar este aspecto, posteriormente voltando a usar o termo sanda.
- O Sanda (sanshou) como esporte de combate
A prática contemporânea do sanshou como esporte de combate teve seu ponto de partida como esporte contemporâneo em 1990, ano em que o comite organizador dos XI Jogos Asiáticos incluiu o wushu como esporte oficial de competição. Nesse mesmo ano, se fundou a Federação Internacional de Wushu como organismo oficial encarregado de dirigir o crescimento e a difusão do esporte, determinando as diferentes disciplinas de competição e sua respectiva regulamentação.
São equipamentos de proteção obrigatórios para combate competitivo de Sanda (Sanshou):
- Protetor bucal;
- Capacete aberto para adultos, masculinos e femininos; e fechado (com grade), para infanto juvenil e juvenil;
- Protetor de tórax;
- Protetor de canela, para infanto juvenil e juvenil - masculino e feminino – masculino e     feminino.
- Luvas de Sanshou: 8 Oz para categorias até 65 kg e 10 Oz para as categorias acima de 65 kg.
- Coquillha para as categorias masculinas, que dever ser usada por dentro do calção.

Nossos Parceiros